Projeto Asa (Project Wing): drones da Google podem um dia entregar seu pedido do céu

O novo projeto da Google pode revolucionar a forma de como movemos coisas do ponto A ao ponto B.

Para alcançar este objetivo nobre, a Google desenvolveu drones de entrega que são capazes de transportar um pequeno pacote/objeto e voar até seu destino. Ao alcançar o destino (coordenadas pré-programadas) o pacote será entregue em solo, sem que o drone tenha que pousar. Isso se dará a um cabo fino que descerá a entrega até o solo de forma suave.
Após o pacote tocar o solo, o objeto é liberado e o cabo será recolhido ao drone.

Dimensões do drones
Os drones têm 1,5 metros de largura e 80 centímetros de altura, podendo decolar de um ponto fixo, assim como um helicóptero e depois mudar para modo de vôo assim como um avião.
Projeto Drones de entrega da GoogleProjeto Wing Drones de Entrega da Google

De acordo com o um extenso artigo da The Atlantic, o projeto atualmente conta com dezenas de Googlers envolvidos neste projeto nobre que teve início a uns dois anos. Na fase inicial o Projeto Wing (Projeto Asa) foi liderado por Nick Roy, um especialista em robótica.

Durante o ano passado, a Google testou o projeto na Austrália, o país tem regras mais permissivas em matéria de drones em comparação com os EUA, onde a TLC emitiu uma proibição geral de desenvolvimento comercial de veílculos aéreos não tripulados.
Abaixo você pode conferir o vislumbre teste em uma área rural onde um pacote com comida de cachorro é enviada e recebida com sucesso.

O projeto é uma boa opção de entregas e algo ainda futurístico, você estar recebendo das lojas produtos via drones. Embora a Google esteja confiante que este projeto irá revolucionar o futuro das entregas, ainda assim terá que superar o grande problema de obter a autorização para operar os drones de forma comercial.

A Google está tentando regulamentar isso, mais ainda terá que esperar um certo tempo. Mas, como temos visto, a Google é especialista em remover obstáculos em sua trajetória – carros de autocondução e lentes de contato inteligentes provam isto.

Fontes
android authority / the atlantic

Compartilhe isto:

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS