A internet é hoje um dos maiores meios de comunicação já criado pelo homem, a troca de informações e um tanto incontrolável pelo utilizador. Um programa piloto financiado pela comissão Europeia em 1999, mostra as preocupações com os perigos associados à utilização da Internet por crianças e jovens, que são bem reais e podem ser agrupados em três categorias:

Conteúdos impróprios ou ilegais, contatos potenciais por parte de pessoas mal intencionadas, comércio ­ práticas comerciais e publicitárias não éticas.

Oito por cento das crianças e jovens menores de idade revelam seu correio eletrônico para qualquer pessoa, e 5% já foi assediadas por alguém que conheceram na internet. Essas duas estatísticas dão um ideia do perigo na rede mundial de computadores.

Com a adaptação da internet hoje e a vida moderna deu­-se lugar à evolução tecnológica, mas sem dar importância aos perigos de uma utilização inocente. Então se seu filho passa o dia todo no computador é preciso acompanhar o que ele faz, porque uma atitude errada com o mau uso da internet pode ter consequências graves no futuro.

Crianças e a Internet

(imagem: walesonline)

A internet é sem duvida uma ferramenta excelente, mas se for usada por uma criança ou adolescente sem supervisão ela pode trazer perigos que nem os adultos podem prever.

Em vista disso é preciso conversar com seu filho e explicar para ele o que é certo e o que é errado, para não terem problemas futuros. Como sempre, uma boa conversar aberta com seu filho, pode protege-lo dos perigos da Internet.

Às vezes os pais pesam que se o filho está em casa na frente do monitor e sentadinho ali ele esta seguro, o que não é tão verdade por que o perigo está lá. Não se enganem por achar que seu filho estando no “mundo virtual”, ele vai estar protegido de coisas más, pois tudo que existe no mundo real vai também existir no mundo da Internet.
Segurança das crianças na Internet
Deve-se ensinar aos seus filhos que fazer coisas como: Publicar fotos intima em redes Sociais ou de familiares, revelar dados pessoais como endereço e telefone, adicionar pessoas que não conhecem, marcar encontro sem avisar os pais e curti ou compartilhar qualquer publicação em rede social podem vir a denegrir e expor a imagem da criança ou adolescente. Nos últimos anos várias notícias circularam o mundo sobre adolescentes, jovens e até adultos que chegaram a extremos, cometeram suicídio após terem fotos ou vídeo íntimos divulgados nas redes sociais ou na própria Internet em si. Por isso é essencial tomarmos muito cuidado e também que ensinem seus filhos a tomaram cuidados redobrados para não passarem por constrangimentos, bullying e outros. Não caírem vítimas dos perigos da Internet.

via uol, abril

Compartilhe isto:

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS